Exposição SENSIBILIZAÇÃO DO OLHAR – território educativo CECONP-FASE

Publicado em 23 de outubro de 2017 por leandro artur anton

Dia 01 de novembro, quarta-feira, às 10h, nas dependências do prédio administrativo da Fundação de Atendimento Socioeducativo, Avenida Padre Cacique nº 1372, ocorrerá o lançamento da Exposição Fotográfica SENSIBILIZAÇÃO DO OLHAR – território educativo CECONP-FASE. A exposição é resultado da parceria entre o Ponto de Cultura Quilombo do Sopapo – Coletivo Imagens Faladas e o Centro de Convivência e Profissionalização da Fundação de Atendimento Socioeducativo – CECONP/FASE.  Abaixo seguem o convite e os banners que apresentam a exposição e também o postal que será entregue aos visitantes da exposição no dia de seu lançamento. E as fotos…. bueno, Ítalo, Mateus, Max, José, Cleoson Silva e Leandro Anton estamos loucos para que as vejam a partir do dia 01 de novembro lá na FASE.  #QuilomboDoSopapoSempre #QuilomboDoSopapo10Anos

PONTO DE CULTURA QUILOMBO DO SOPAPO

Coletivo Fotográfico Imagens Faladas e os Territórios Educativos

O Coletivo Imagens Faladas tem origem no trabalho de dois fotógrafos, Eduardo Seidl e Leandro Anton, como educadores no Ponto de Cultura Quilombo do Sopapo a partir de 2007, espaço este localizado na Avenida Capivari 602, Bairro Cristal. As oficinas de fotojornalismo comunitário com o uso de câmeras estenopeicas feitas de lata, caixas de fósforos e tubos de plástico, foi premiada em 2009 com uma bolsa Residência Artística – Interação Estética da FUNARTE – Fundação Nacional da Arte, pelo projeto Imagens Faladas.

O resultado da Interação Estética está no livro fotográfico Imagens Faladas – uma reportagem fotográfica sobre a memória do Bairro Cristal, no blog www.projetoimagensfaladas.wordpress.com, e no documentário produzido pelo Coletivo Catarse em 2012, intitulado Imagens Faladas.

Um dos frutos da residência artística foi o Coletivo Fotográfico criado ao final de 2010 e que está incubado no Ponto de Cultura Quilombo do Sopapo. Desde então, mantém oficinas fotográficas e também os percursos fotográficos pela Região Cristal e Cruzeiro tendo a fotografia como dispositivo pedagógico e promotora do encontro e do diálogo entre gerações, de moradores e tecnologias fotográficas.

Em 2013, com o programa Mais Cultura nas Escolas, o Coletivo Imagens Faladas estabelece parceria com o Colégio Estadual Paraná para desenvolver com a escola o projeto Imagens Faladas – Território Educativo do Colégio Estadual Paraná. É desta experiência que surge a oficina Sensibilização do Olhar – Territórios Educativos.

www.imagensfaladas.redelivre.org.br e facebook: Coletivo Imagens Faladas

Exposição Sensibilização do Olhar

Território Educativo CECONP-FASE

 

O CECONP, espaço que faz parte da Fundação de Atendimento Socioeducativo desde 2006, estabeleceu parcerias e interações com o Ponto de Cultura Quilombo do Sopapo a partir de 2011.

Durante a 9ª Semana do Ponto de Cultura Quilombo do Sopapo uma das atividades foi a oficina Sensibilização do Olhar realizada no dia 19 de abril de 2017, que contou com a participação de um grupo de jovens que cumprem medidas socioeducativas na FASE e realizam atividades no CECONP – Centro de Convivência e Profissionalização.

A partir desta participação se estabeleceram encontros semanais nas manhãs de quartas entre os meses de maio e agosto, totalizando 12 encontros com 5 percursos fotográficos utilizando câmeras feitas de latas e câmeras digitais profissionais e semiprofissionais.

A exposição é composta por fotografias dos jovens Ítalo, Max, Mateus e José, do educador do CECONP, Cleoson Silva e do educador do Quilombo do Sopapo, Leandro Anton, que também é integrante do Coletivo Imagens Faladas e que ministrou a oficina Sensibilização do Olhar.

O percurso fotográfico que encerrou a jornada foi no ICM, Instituto Central de Menores, desativado em 2002, sendo este o primeiro ciclo da oficina e do projeto Sensibilização do Olhar sobre o Território Educativo CECONP – FASE em parceria com o Quilombo do Sopapo. O objetivo com esta exposição é estabelecer novos grupos de jovens que tenham ciclos de 12 encontros com percursos fotográficos sempre finalizando a vivência com o ensaio fotográfico dentro das dependências do ICM, compondo assim, a partir do olhar e da sensibilidade de jovens em cumprimento de medidas socioeducativas, uma cartografia visual através de narrativas fotográficas da memória presente nas paredes do Instituto Central de Menores.

A Exposição torna-se também uma celebração dos 10 anos de fotografia do Ponto de Cultura Quilombo do Sopapo no Cristal, inaugurada com a oficina Qual é a Lata do Cristal? entre os meses de setembro e outubro de 2007 na Escola Loureiro da Silva.

A fotografia é uma porção pequena do espaço, bem como do tempo.”

Susan Sontag

Por meio do estabelecimento de vínculos, por criações ou invenções humanas,

através das práticas sociais, é que se produz território, que se constitui uma territorialidade.”

Álvaro Heidrich

Texto: Leandro Anton

Tags:

Compartilhe este post nas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*